Governo lança hoje Plano de Banda Larga

Publicado  quinta-feira, 30 de junho de 2011

(Folha de S.Paulo)

Velocidade de conexão será de 1 Mbps e custará R$ 29,80 nos Estados com isenção de ICMS e R$ 35 nos sem isenção

Oi, Telefônica, CTBC e Sercomtel já aderiram ao programa e farão ofertas comerciais dentro de um mês

VALDO CRUZ
DE BRASÍLIA

O ministro Paulo Bernardo (Comunicações) lança hoje o PNBL (Plano Nacional de Banda Larga). Quatro concessionárias (Oi, Telefônica, CTBC e Sercomtel) já aderiram ao programa federal e começarão a fazer ofertas comerciais dentro de um mês.
A velocidade de conexão ofertada deverá ser 1 Mbps (megabit por segundo). O preço será R$ 29,80 nos Estados que concederem isenção de ICMS e R$ 35 onde não houver a isenção.
Os acertos finais ocorreram no Planalto. A presidente Dilma Rousseff concordou com os pontos apresentados pelo ministro, mas insistiu em que deveria haver "mecanismos de controle" da qualidade do serviço.
Bernardo disse à presidente que a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) já estava preparando regras para apertar o cerco às teles, principalmente.
Dilma exige que a velocidade de 1 Mbps seja real e não nominal. Hoje as teles se comprometem a entregar no mínimo 10% da velocidade contratada.
Chamado às pressas ao Planalto, o presidente da Anatel, Ronaldo Sardenberg, teve de se comprometer com Dilma de que as teles vão entregar bem mais do que 10%.
Ele disse que até outubro deste ano estará em vigor um novo regulamento de qualidade dos serviços que também contemplará a internet.
NOVAS METAS
Até o fechamento desta edição, as quatro concessionárias ainda estavam reunidas com o ministro definindo os últimos detalhes do PNBL.
Mas a Folha apurou que, até 2014, elas terão de levar acessos fixos ou móveis a 70% dos municípios brasileiros -hoje, somente 27%.
Operadoras fixas que possuem operadoras móveis (Oi e Telefônica) poderão vender conexões de 1 Mbps pela rede móvel nos locais onde não têm infraestrutura fixa.
Operadoras móveis como Claro e TIM estão negociando com o governo. Ainda segundo a Folha apurou, a TIM está perto de fechar um acordo.
Em um primeiro momento, as teles que aderirem ao PNBL poderão vender pacotes combinados de telefonia e internet. Contudo, a isenção de imposto só poderá incidir sobre a banda larga.
A Oi venderá o combo (telefone e internet) cobrando R$ 35 pela internet (sem isenção) ou R$ 29,80 (com isenção) mais R$ 30 (sem isenção) para também entregar telefone fixo.
As operadoras estarão livres para ofertar também TV paga assim que a Anatel liberar definitivamente as licenças de TV a cabo.
Nos locais onde as operadoras não levarem acessos de internet ao consumidor, elas serão obrigadas a alugar a capacidade de suas centrais para terceiros, principalmente pequenos provedores, a preços de referência.
Colaborou JULIO WIZIACK, de São Paulo

O PLANO DE BANDA LARGA EM NÚMEROS
META
70%
dos municípios
PREÇO DO PACOTE
R$ 35

VELOCIDADE
1 Mbps

Americano encontra doador de rim pelo facebook

Publicado  quarta-feira, 6 de abril de 2011


Foi nos Estados Unidos que uma mensagem publicada no Facebook mudou a vida de uma pessoa.

A norte-americana Roxy Kurze encontrou um doador de rim para o marido, Jeff Kurze de 35 anos, após publicar um pedido no Facebook.

A mensagem que dizia “se alguém conhece algum doador vivo com tipo sanguíneo O, por favor, me avise” chegou até Rickc Cisco, de 25 anos, que viu a mensagem postada na rede social e decidiu ajudar.

Segundo Roxy, o marido teria que aguardar cerca de três a cinco anos na fila de espera, caso o pedido no facebook tivesse dado errado.

O transplante foi realizado em 30 de março, e a cirurgia foi bem sucedida. 


Matéria modificada da fonte: 

Vagas de Estágio

Publicado  segunda-feira, 4 de abril de 2011

Linkedin ultrapassa marca de 100 milhões de usuários

Publicado  

Número de brasileiros no site de relacionamento profissional cresceu 430%


O Linkedin, rede social voltada ao relacionamento profissional, anunciou nesta terça-feira que sua base de usuários ultrapassou a marca dos 100 milhões de cadastrados. Só nos Estados Unidos, estão 44 milhões de contas.

O site ganha um milhão de adeptos a cada semana, com destaque para o Brasil. O número de usuários aqui cresceu 428% em 2010.

Profissionais da área de serviços representam 20% da base de usuários, seguidos por funcionários de empresas de finanças e tecnologia. Juntos, esses grupos respondem por 18% do número de cadastrados.

O LinkedIn foi fundado em 2003, na Califórnia, e possui atualmente cerca de 1.000 funcionários. Em 2010, o faturamento da companhia foi de 161 milhões de dólares.

Fonte: http://veja.abril.com.br/noticia/vida-digital/linkedin-ultrapassa-marca-de-100-milhoes-de-usuarios

MÍDIA NO CINEMA – Trinta filmes sobre jornalismo

Publicado  sábado, 19 de março de 2011

Para quem gosta de jornalismo e cinema, o jornal britânico The Independent [14/3/05] preparou uma lista com os “trinta maiores filmes sobre a mídia“. São eles:
** Em Salvador, o martírio de um povo (Salvador, 1985), um fotojornalista “gonzo” e seu amigo DJ chegam a El Salvador durante os conflitos político-ideológicos do início da década de 1980. O filme é dirigido por Oliver Stone.
** Todos os homens do presidente (All the President´s Men, 1976), com Dustin Hoffman e Robert Redford no papel dos repórteres Carl Bernstein e Bob Woodward, do Washington Post, conta a história do caso Watergate, que levou à renúncia do presidente Nixon.
** Um adolescente de 15 anos consegue trabalho como repórter da revista Rolling Stone e cobre turnê de um grupo de rock pelos EUA em Quase famosos (Almost Famous, 2000), dirigido por Cameron Crowe.
** Com direção de Gus Van Sant, Um sonho sem limites (To Die For, 1994) mostra a luta de uma ambiciosa garota-do-tempo, interpretada por Nicole Kidman, para ter sucesso na TV.
** O brasileiro Cidade de Deus (2002), dirigido por Fernando Meirelles, também entrou na lista. Inspirado numa história real, mostra os personagens da favela Cidade de Deus, no Rio de Janeiro, pelas lentes de um fotógrafo adolescente.
** Orson Welles dirige e atua em Cidadão Kane (Citizen Kane, 1941). Na história, um repórter explora a vida de um magnata de mídia.
** Em Defesa da Verdade (Defence of the Realm, 1985), estrelado por Gabriel Byrne, é um suspense no qual a cobertura de um escândalo médico leva um repórter a investigar autoridades políticas.
** Estrelado por Johnny Depp e Benicio Del Toro, Medo e delírio (Fear and Loathing in Las Vegas, 1998) mostra a tentativa de cobertura de uma corrida de moto e de uma assembléia da polícia por um repórter drogado. O filme é inspirado na vida do jornalista “gonzo” Hunter S. Thompson, que se suicidou no mês passado.
** Última hora (The Front Page, 1931) é baseado em peça teatral de Ben Hecht e Charles MacArthur sobre um repórter de sucesso tentando escapar de seu editor cínico e manipulador.
** Jejum de amor (His Girl Friday, 1939), com Cary Grant e Rosalind Russell, é outra adaptação da peça de Hecht e MacArthur, dirigida por Howard Hawks.
** Estrelado por Robin Williams, Bom dia Vietnã (Good Morning Vietnam, 1987) conta a história de um irreverente DJ que, recrutado para comandar programa de rádio das Forças Armadas dos EUA no Vietnã, enfurece oficiais.
** De Oliver Stone, Assassinos por natureza (Natural Born Killers, 1994) mostra as loucuras de um casal que viaja pelos EUA matando pessoas para atrair a atenção de um jornalista sensacionalista.
** Em Os gritos do silêncio (The Killing Fields, 1984), premiado repórter arrisca a vida para cobrir a Guerra do Camboja.
** Com Burt Lancaster e Tony Curtis, A embriaguez do sucesso (Sweet Smell of Success, 1957) retrata um colunista de fofoca como um monstro da mídia.
** O informante (The Insider, 1999), com Al Pacino e Russell Crowe, mostra a luta de um cientista recém-demitido de fábrica de cigarros e um produtor do programa de TV 60 Minutes para divulgar segredos escandalosos da indústria do tabaco.
** Rede de intrigas (Network, 1976), com direção de Sidney Lumet, mostra o dramático fim da carreira de um importante âncora da TV americana.
** Em O Povo contra Larry Flynt (The People vs Larry Flynt, 1996), o diretor Milos Forman faz cinebiografia do polêmico editor da revista de pornografia Hustler, que enfrentou diversas batalhas judiciais na defesa da liberdade de expressão nos anos 1970.
** Com Christopher Reeve, Superman (1978) conta a história do jornalista sem-graça que nas horas vagas se transforma em super-herói pronto a salvar o mundo.
** Em Perversa paixão (Play Misty for Me, 1971), dirigido e interpretado por Clint Eastwood, um radialista é perseguido por uma ex-amante desequilibrada.
** O show de Truman, o show da vida (The Truman Show, 1998), dirigido por Peter Weir, é estrelado pelo comediante Jim Carrey. Sem saber, Truman Burbank é o personagem principal de um reality show de sucesso absoluto na TV americana.
** O preço de uma verdade (Shattered Glass, 2003) conta a história de um jornalista que inventava grande parte de suas matérias.
** O âncora – A lenda de Ron Burgundy (Anchorman: The Legend of Ron Burgundy, 2004) é uma comédia sobre um âncora de TV dos anos 1970 confrontado por uma colega ambiciosa.
** Em O ano em que vivemos em perigo (The Year of Living Dangerously, 1982), com Mel Gibson e Sigourney Weaver, um fotojornalista australiano enfrenta perigos e intrigas políticas na Indonésia dos anos 60.
** Nos bastidores da notícia (Broadcast News, 1987) mostra o competitivo mundo dos bastidores da TV a cabo dos EUA, habitado por jornalistas ambiciosos e prontos para tudo. Dirigido por James L Brooks.
** Com Warren Beaty, A trama (The Parallax View, 1974) mostra um jornalista alcoólatra que investiga o assassinato de um senador depois que várias testemunhas morrem misteriosamente.
** Verdades que matam (Talk Radio, 1988) é mais um filme de Oliver Stone na lista do Independent. Um radialista deixa os problemas pessoais interferirem em seu trabalho.
** O rei da baixaria (Private Parts, 1997) é uma autobiografia do polêmico radialista americano Howard Stern.
** Um fotógrafo interpretado por Nick Nolte se envolve em armações políticas durante a revolução sandinista na Nicarágua, no fim dos anos 1970, em Sob fogo cerrado (Under Fire, 1983).
** Dirigido por Billy Wilder, A montanha dos sete abutres (Ace in the Hole, 1951) é um olhar ácido sobre a exploração da mídia. Um jornalista excluído da grande imprensa vê sua chance de voltar ao “jogo” com uma matéria sobre um homem preso em velhas ruínas indígenas no Novo México.
** O australiano Newsfront (1978) mistura ficção e cenas reais para mostrar a rivalidade entre duas companhias de cinejornal.

Brasil pode bater novo recorde em empregos com CLT

Publicado  quarta-feira, 16 de março de 2011

Segundo a rádio Bandeirantes, o Brasil pode bater novo recorde na criação de trabalho formal neste ano. Em fevereiro foram geradas mais de 280 mil vagas com carteira assinada, o melhor resultado para o mês desde 1992, quando o governo Federal iniciou a contagem.


O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, atribuiu o número ao bom momento da econômia do país "o mercado de trabalho está muito forte, mais gente comprando, mais gente vendendo, mais gente produzindo e mais emprego gerado"


Nos dois primeiros meses deste ano o número de vagas com carteira assinada passaram dos 448 mil, a expectativa para este ano é de três milhões.

Síntese: Ernandes Almeida (Estagiário)
Edição: Denise Griesinger

Brasil pode bater novo recorde em empregos com CLT

Publicado  

Segundo a rádio Bandeirantes, o Brasil pode bater novo recorde na criação de trabalho formal neste ano. Em fevereiro foram geradas mais de 280 mil vagas com carteira assinada, o melhor resultado para o mês desde 1992, quando o governo Federal iniciou a contagem.

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, atribuiu o número ao bom momento da econômia do país "o mercado de trabalho está muito forte, mais gente comprando, mais gente vendendo, mais gente produzindo e mais emprego gerado"

Nos dois primeiros meses deste ano o número de vagas com carteira assinada passaram dos 448 mil, a expectativa para este ano é de três milhões.

Síntese: Ernandes Almeida (Estagiário)
Edição: Denise Griesinger